OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Não te lembras do capítulo anterior? Podes lê-lo aqui! Jurema-Brigitte ou Brigitte-Jurema não estava bem. Recorrera ao psiquiatra, atormentada pela fala final do marido, que, educadamente, disse que ela se tratava de uma pessoa fútil. Dopada com Lexotan, reuniu-se com amigas na parte da tarde para tratarem de um bazar beneficente. Como é mister nessas …

Continue reading

Fiódor Dostoiévski (1821–1881) é o que se pode chamar de um escritor completo. Completo e complexo. Em “Os Irmãos Karamázov” a literatura russa encontra o seu apogeu e transborda ao mundo a narrativa ampla, investigativa acerca das coisas da vida, dos amores e conflitos, etc. Mais que um escritor, Dostoiévski foi um psicólogo, mesmo que …

Continue reading

Chris nem era a corruptela do nome Christiano, Christian ou similar. Chris na verdade se chamava Geraldo. Geraldo! Geraldo?! Como os seus pais havia lhe dado esse nome, era a questão posta por ele, que desde cedo teve problemas com sua identidade. Discriminado no bairro onde sua mãe era empregada doméstica, quando brincava com os …

Continue reading

Vivendo e aprendendo. Quando propus ao editor de OBarrete escrever uma crítica sobre o filme “Festim Diabólico“, de Alfred Hitchcock, ele me perguntou se se tratava de “A Corda“, como a obra é titulada em Portugal. Supus que sim, e foi desta forma que revi o crime do filme de 1948, com uma temática bastante …

Continue reading