OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Desde há tempos algo longínquos que os videojogos pouca pressão têm para contar histórias transcendentes. Mesmo hoje em dia, estes raramente servem para expressar ideias com um significado profundo. Tudo o que sempre lhes foi pedido foi a capacidade de entreter, divertir e captar o interesse. Dada a interatividade que neles está impregnada, a chamada …

Continue reading

Caso se pergunte a um fã dos jogos “God of War”, daqueles que desde início acompanharam a saga com avidez, sobre qual dos jogos foi o mais antecipado na altura em que saiu, dificilmente a resposta não recairá sobre “God of War III”. E a verdade é que, fazendo uma retrospetiva da franquia, percebe-se a …

Continue reading

Depois de um primeiro jogo em que o reconhecimento de qualidade foi praticamente unânime, os fãs de “God of War” pediam, acima de tudo, uma sequela que fizesse jus à estima adquirida pela comunidade, mas, se possível, também um jogo que conseguisse traduzir para o ecrã a natural elevação da fasquia, consequência direta do sucesso …

Continue reading

“God of War” é hoje um nome familiar na comunidade gamer, sobretudo para jogadores habituais mas também para aqueles que jogam mais casualmente. A origem da saga remonta ao início dos anos 2000 quando o diretor e designer David Jaffe imaginou a criação de um jogo que conseguisse elevar aquilo que já tinha sido feito …

Continue reading

Durante a génese dos videojogos, onde se situam os famosos “Pong“, “Space Invaders” ou “Pac-Man“, estes raramente deixavam o seu utilizador esquecer-se que estava perante uma nova forma de entretenimento, distinta de qualquer outra até então. Era tal a importância atribuída à interatividade que apenas pensar em incluir cutscenes entre níveis como auxílio narrativo seria …

Continue reading