OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Não tem jeito. Há certos livros que nos chamam uma vez ou outra para conversar com eles. Sendo “Ensaios“, de Michel de Montaigne (1533-1592), a boa prosa está garantida. Embora não tenha nenhuma crença em transmigração de almas ou mesmo almas afins, parece que me transporto para a biblioteca do castelo de Bordeaux, onde Montaigne …

Continue reading

Quando o editor d’OBarrete, Diogo Vieira, me sugeriu escrever um texto sobre Martinho Lutero (1483-1546), aceitei de pronto, tentando expandir o meu ponto de vista do enunciado pelo filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), seu conterrâneo, que detestava o sujeito dos cascos ao focinho. Afirmava o autor de “A Gaia Ciência” que Lutero havia inventado o …

Continue reading

“Três coisas conduzem a Deus: A música, o amor e a filosofia.” Plotino Comumente, classificamos em quatro os períodos da História da Filosofia Ocidental: Clássica; Medieval; Moderna e Contemporânea. Do primeiro ao segundo, associamos acertadamente os ensinamentos dos fundadores do pensamento (Sócrates, Platão e Aristóteles) às interpretações religiosas medievais de Santo Agostinho e Santo Tomás …

Continue reading

O filósofo austríaco Ludwig Josef Johann Wittgenstein (1889-1951) teve uma vida até certo ponto heroica. Formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Aviação, combatente da I Guerra Mundial, o egresso em Cambridge (Inglaterra), entusiasmou-se pelas aulas do notável Bertrand Russell (tratarei dele aqui em breve) e voltou a sua atenção para a grande cacofonia filosófica …

Continue reading