OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Podem recordar a primeira parte aqui! 2.ª Parte Luiz perambulou por Atenas e pressentiu que as coisas ali não estavam boas. No mercado central ainda se comentava acerca da execução de Sócrates, injusta, embora muitos dos cidadãos se incomodassem com as provocações deste. Afinal, foi o corpo de jurados quem votou a sua sentença. Ele …

Continue reading

Embora tenha declarado o meu desânimo para com as próximas eleições e prometendo passar ao largo deste lamaçal todo, um facto chamou-me a atenção e gostaria de compartilhar com os pacientes leitores que se dispuserem a ler e refletir sobre esta minha coluna. De antemão, espero não ferir suscetibilidades e esclareço que as minhas ideias …

Continue reading

To view this content, you must be a member of Diogo’s Patreon at $3 or more Unlock with PatreonAlready a qualifying Patreon member? Refresh to access this content.

De forma a tirar maior partido da leitura, e tendo em conta o formato, dividimos “Putinquistão” por partes – tal como o autor Marcelo Pereira Rodrigues o fez em capítulos. 1.ª Parte O ano era 2122 e vivíamos um paradoxo com quase uma extinção em massa, sendo algumas periferias do planeta preservadas e a observância …

Continue reading

Aos 83 anos, Frederick Forsyth é um profícuo escritor inglês e os seus romances sobre espionagem, complôs, guerras e aventuras tem o efeito de nos prender à poltrona. Dele já li “O Dia do Chacal” (clássico transposto para o cinema, sendo o mais fiel o de Fred Zinnemann, de 1973), onde nos admiramos com a …

Continue reading