OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Nesta conferência, farei um posfácio do meu romance “A Queda“, publicado em outubro de 2017 e que foi muito bem rececionado: boas críticas, resenhas, distribuição na medida do possível num país da dimensão do Brasil (Belo Horizonte, São Paulo, Campo Grande – MS, Brasília, São Luís – MA e outras), uma publicação em Portugal (aqui …

Continue reading

O capítulo anterior aqui. Tarde da noite no escritório. Frederico sabe que será preso. Virando copos de uísque, intenta esquecer, pelo menos naquela noite. Como começou? Atoleiro. Areia movediça. Reflete: “Quando se está no atoleiro, qualquer coisa que fazemos só nos faz afundar mais e mais. O negócio é ficar parado”. Será que a Polícia …

Continue reading

“As massas sempre estiveram presentes na história da humanidade, mas não eram massas indóceis, massas que não aceitavam mirar-se no exemplo dos notáveis. Homens medíocres, mas convencidos que se bastam; homens limitados que se julgam guias da sociedade; homens cujo conhecimento se limita a um estrito campo do conhecimento, mas que se julgam sábios; homens …

Continue reading

É impossível esquecer, ou até ignorar, a influência do grupo britânico Monty Python no cinema moderno, quer pelo seu humor quer pela construção/montagem muito peculiar das suas obras. Estamos em 1979 e na bagagem o grupo composto por Graham Chapman (1941-1989), John Clesse, Terry Gilliam, Eric Idle, Michael Palin e Terry Jones (1942-2020), já trazia …

Continue reading

O livro “Camus e Sartre: O polémico fim de uma amizade no pós-guerra” (Editora Nova Fronteira, 2004, 399 p.) de Ronald Aronson, é mais do que uma biografia partidária e mexeriqueira tratando de coisas pequenas. Jean-Paul Sartre (1905-1980) e Albert Camus (1913-1960) foram dois pesos pesados da literatura/filosofia/política francesa no século XX. Dois intelectuais muito …

Continue reading