OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Autor da obra prima “Ilusões Perdidas“, Honoré de Balzac (1799-1850) é um profícuo escritor. O todo da sua obra, denominada “A Comédia Humana”, impressiona pela exuberância e verborragia. Balzac reivindicou para si o título de historiador de costumes e, construindo mais de três mil personagens que povoam os seus escritos, inovou ao fazer estes personagens …

Continue reading

O primeiro filme do ator Jack Nicholson que assisti no cinema foi “Uma Questão de Honra” (1992), co-estrelando Tom Cruise e Demi Moore, numa trama de tribunal militar onde o carrancudo Jack era o vilão, isto em 1992. Na televisão, só assisti à sua performance como Joker no filme do “Batman” (1989) tempos depois. E …

Continue reading

O título acima refere-se a uma frase de Victor Hugo, escritor francês (1802-1885). Concordo com ela. Não que Victor Hugo sofresse dessa falta de reconhecimento, ainda para mais quando percebemos que este foi um “escritor por excelência” na França de então. Mas, que tal convidarmos o sábio para uma visita à realidade dos nossos dias?

O capítulo anterior aqui. Tarde da noite no escritório. Frederico sabe que será preso. Virando copos de uísque, intenta esquecer, pelo menos naquela noite. Como começou? Atoleiro. Areia movediça. Reflete: “Quando se está no atoleiro, qualquer coisa que fazemos só nos faz afundar mais e mais. O negócio é ficar parado”. Será que a Polícia …

Continue reading

De todos os filósofos que estudei, Epicuro (341 – 270 a.C.) foi aquele com o qual mais me identifiquei na forma de pensar. Vamos explorá-lo um pouco? Após o período clássico grego, com o trio Sócrates, Platão e Aristóteles, surgem escolas alternativas e uma delas é no subúrbio de Atenas, com uma casa e os …

Continue reading