OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

“Todos os dias, de todos os pontos de vista, vou cada vez melhor.” Émile Coué O livro “O Domínio de Si Mesmo Pela Auto-Sugestão Consciente” (Editora Martin Claret, 144 páginas) é um opúsculo do médico francês Émile Coué (1857-1926). O título é autoexplicativo. O pensador faz a elegia da autossugestão através do pensamento positivo e …

Continue reading

Nesta análise, irei escrever sobre o livro “Quando Nietzsche Chorou” (Editora Ediouro, 406 páginas). Parece existir um ranço de catedráticos em Filosofia quando veem pensadores a ser romanceados ou a ser alvo de biografias. No primeiro caso, entendo ser saudável a iniciativa, desde que seja bem trabalhado e com notas de esclarecimentos em alguma parte …

Continue reading

“O Xangô de Baker Street”, é uma obra do escritor Jô Soares (Editora Companhia das Letras, 349 páginas). A primeira impressão desse livro data de 1995 e fez parte da lista de best sellers no Brasil, com uma vendagem de aproximadamente 600.000 exemplares. Nesse romance, Jô adota como cenário a cidade do Rio de Janeiro …

Continue reading

Apresento ao público português o polémico jornalista Paulo Francis (1930-1997). Para uma primeira visualização, vão ao YouTube e assistam a algumas das suas performances como jornalista. Gosto também da sua veia de romancista e aqui irei tratar deste departamento. Durante a trilogia dos romances “cabeças”: “Cabeça de Papel“, “Cabeça de Negro” e “Cabeça” (inédito), o …

Continue reading

“A Swedish Love Story” podia resumir-se a um drama adolescente que nos faz recuar ao passado e desejar que esses anos nunca tivessem acabado, que a vida realmente era bem mais simples, mas estaria a ser injusto à mestria do realizador sueco Roy Andersson. Ao contrário de certas recomendações acerca deste realizador, comecei esta minha …

Continue reading