OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Slavoj Žižek é um filósofo esloveno, nascido em 1949, reconhecido pelas suas reflexões no âmbito da psicanálise, do cinema, do marxismo, entre outros temas, além de ser professor do Instituto de Sociologia e Filosofia da Universidade de Ljubljana. A sua primeira publicação em inglês surgiu e 1989, com “O Objeto Sublime da Ideologia“, abordando a …

Continue reading

Um dos principais objectivos de qualquer arte passa por encontrar um significado pessoal de expressão. Para isso, a linguagem serve para expressar o que está dentro de nós e, portanto, o cinema “puro”, aquele que contempla as emoções dentro das personagens, obedece a uma filosofia cinematográfica (a emoção): a comunicação não tem de ser vocal, …

Continue reading

“A Rosa do Povo” surge como um romance de profunda incompreensão para com a realidade, daí a sua vertente auto-reflexiva, que sugere que o verdadeiro trabalho parte de cada um, para porventura se tornar colectivo. Estamos na 2.ª Guerra Mundial e o mundo está um caos; para espalhar a sua realidade, Carlos Drummond de Andrade, …

Continue reading

Luís de Camões foi um dos impulsionadores da chamada “medida velha”, expressa em redondilhas (menor ou maior). Por outro lado, a dita “medida nova” praticou-a na poesia épica d’”Os Lusíadas“. Ademais, nos seus sonetos, o escritor consegue imergir em temas substanciais como o amor, a tristeza, a saudade, a religião e a própria Natureza. Mais …

Continue reading

Partindo do pressuposto que esta obra desafia as concepções literárias, alternando entre poesia e prosa, temos aqui, n’”O Ano da Morte de Ricardo Reis” a tentativa de elevar o texto e a narrativa a uma espécie de ensaio, tanto fruto de intertextualidade, como de tentar contar uma verdade através da irrealidade e da imaginação. Ricardo …

Continue reading