OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

A trilha sonora de Frank Zappa para “200 Motels”, um documentário musical surrealista sobre a vida louca na estrada como músico de rock juntamente com Ringo Starr, Theodore Bikel e Keith Moon, foi composta principalmente em quartos de motel durante uma tournée com os The Mothers of Invention, embora algumas das faixas tenham sido escritas …

Continue reading

No outono de 1977, Marc Hollander formou uma banda somente “ao vivo”, os Aksak Maboul. Os belgas começaram a participar ativamente nos concertos, atraindo a atenção do público em geral com a excessiva desintegração intelectual. Naquela época, o parceiro Vincent Kenis aposentou-se completamente das funções de performer, limitando-se ao papel de arranjador, e o líder, …

Continue reading

A política de Henry Cow era tão radical quanto a sua música. Não é de admirar que a cor dominante da capa seja vermelha, o que simboliza as ideologias comunistas, e isso nunca foi tão explícito como em “In Praise of Learning”, o segundo álbum a sair da colaboração entre Henry Cow e Slapp Happy, …

Continue reading

No final dos anos 70, Glenn Branca estava a trabalhar em teatro experimental e com a sua banda de punk, Theoretical Girls, em Nova York. Após apenas 20 concertos, o projecto terminou e Branca lançou a sua carreira a solo e, junto com Ed Bahlman, fundou uma gravadora independente chamada de 99 Records.

“King Kong”, lançado em 1970, é provavelmente o trabalho mais importante na carreira de Jean-Luc Ponty, pois é ao mesmo tempo o ponto de viragem que lhe deu mais visibilidade na cena mainstream do jazz, e a oportunidade de escapar das crescentes pressões para fazer música comercial. A fonte da descoberta de Ponty foi a …

Continue reading