OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Depois do envolvimento da banda no movimento Tropicália, Arnaldo Baptista, Sérgio Dias e Rita Lee decidiram abandonar os elementos mais brasileiros presentes nos dois discos anteriores, “Os Mutantes” de 1968 e “Mutantes” de 1969, e seguir para um rock psicadélico puro. A verdade é que esta mudança só trouxe coisas boas. As influências de Jimi …

Continue reading

Após quatro anos do fim do fascismo em Portugal, o país parece ver a luz em termos de prog-rock. José Cid, conhecido pela sua música ligeira e pop-rock, culmina toda a sua experiência e talento neste trabalho.

O segundo álbum da banda britânica Roxy Music, composta na altura por Bryan Ferry, Brian Eno, Phil Manzanera, Andy Mackay e Paul Thompson, é uma referência do avant-garde musical dos anos 70, sendo que ainda hoje podemos ouvir esta obra e ficar surpreendidos com a sua profundidade e densidade artística.

Este é um álbum ao vivo que marcou a geração dos anos 80 e de todos os fãs de U2. Estávamos em 1983, na digressão do álbum “War”, com Bono, Edge, Larry e Adam a partilhar a sua energia com o público da Europa, Estados Unidos da América e pelo Japão – primeira investida da …

Continue reading

O nono álbum de estúdio de Elton John é uma aventura recheada de melodia e uma espécie de autobiografia do próprio e do seu fiel companheiro e escritor, Bernie Taupin. Este trabalho estabelece uma espécie de ligação com o seu famoso “Goodbye Yellow Brick Road”, de 1973, com muitas semelhanças sonoras e com uma produção …

Continue reading