OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Entre 1996 e 2001 o Afeganistão esteve sob o domínio do regime totalitário dos talibãs. O resultado foram anos de profunda miséria ao nível mais elementar dos direitos humanos: não havia água canalizada, a eletricidade e os telefones eram escassos, carência de comida e de habitação segura, para não falar da total privação de cultura. Para as mulheres era …

Continue reading

I Tribulação, Tristeza e Tragédia Realizado por Isao Takahata, “O Túmulo dos Pirilampos” (“Grave of the Fireflies“) (1988) é um filme de animação japonês que desde as primeiras cenas estabelece um tom moribundo: O protagonista anuncia a data da sua morte; corpos acumulam-se no chão; as pessoas que por eles passam verbalizam repulsa. Não há que enganar. …

Continue reading

O novo filme de Spike Lee, “Da 5 Bloods” (em português “Da 5 Bloods – Irmãos de Armas“) foi a mais recente grande aposta da Netflix no que toca a películas susceptíveis aos concursos dos Festivais de Cinema por esse mundo fora. Foi também o grande destaque na era “pós-pandemia”, se é que assim podemos …

Continue reading

A julgar puramente por ousadia e audácia, “Jojo Rabbit” tem quase mérito máximo. A tacada de Taika Waititi é de alto risco seja qual for a direcção: assunto, apelo comercial ou mesmo calibração de tom. Nunca foi um realizador que sacrificasse a sua visão, mesmo quando esteve sobre a supervisão da Marvel ao leme de …

Continue reading

O filme começa com uma paisagem em ruínas. Estamos na Primeira Guerra Mundial. Os ingleses lutam contra os alemães. Há muito sangue, feridos, mortos. A esperança de todos era não morrer. Sobreviver. Porque aos que lá estão já lhes tinham sido tirado uma vida. 1917 é o ano que marca uma data que todos querem esquecer; …

Continue reading