OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

A influência inegável da máquina cinematográfica de Hollywood estandardizou que bom cinema é aquele que está repleto de drama, personagens complexas ou matérias sociais relevantes. Algo que é continuamente perpetuado pelos Óscares, que privilegiam um formato de cinema que frequentemente não está alinhado com o que de facto se faz de melhor na sétima arte. …

Continue reading

O novo filme de Spike Lee, “Da 5 Bloods” (em português “Da 5 Bloods – Irmãos de Armas“) foi a mais recente grande aposta da Netflix no que toca a películas susceptíveis aos concursos dos Festivais de Cinema por esse mundo fora. Foi também o grande destaque na era “pós-pandemia”, se é que assim podemos …

Continue reading

Recomendo o filme “Amor” (“Amour” em francês) para todas as pessoas sensíveis e amorosas. Dirigido e escrito pelo austríaco Michael Haneke, estrelado por Jean-Louis Trintignant, Emmanuelle Riva e Isabelle Huppert, foi merecidamente o vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2012. Mas advirto: o filme é um violentíssimo “soco no estômago”.

Com estreia no Festival Internacional de Cinema de Roterdão, onde ganhou o Prémio Especial do Júri, em 2019, “Take Me Somewhere Nice” foi descrito como “uma jornada através de uma visão pessoal única e muito precisa, repleta de humor e um profundo sentido de história”. É uma narrativa bastante carinhosa para a cineasta Ena Sendijarevic, que capta com a sua primeira …

Continue reading

I A Pluralidade de Motivações Post mortem A morte, consequência trágica de viver, é um evento que representa sentimentos diferentes de acordo com a relação que se tinha com o falecido. Para Marcos (Leonardo Sbaraglia), o protagonista de “Nieve Negra”, o óbito do seu pai significa o término de um capítulo da sua vida. Regressa de Espanha até …

Continue reading