OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Da brilhantíssima mente irlandesa de Oscar Wilde nasceu “The Picture of Dorian Gray” (“O Retrato de Dorian Gray”), uma obra clássica e incomparável, repleta de personagens intensas e irreverentes, cujas histórias nos colocam no abismo de nós mesmos. No entanto, para entender ou sequer apreciar verdadeiramente as palavras desta história de encantadores horrores, é imprescindível …

Continue reading

Doze anos depois do inigualável “Call Me By Your Name“, André Aciman traz-nos a tão esperada continuação do romance de Elio e Oliver: “Find Me” (Encontra-me), um romance que volta a trazer todos os nossos sentimentos à tona e a questionar as nossas próprias escolhas. Seria de pensar que uma continuação não seria tão boa …

Continue reading

“Mulherzinhas“, uma adaptação do livro de Louisa May Alcott ­— pela brilhantíssima Greta Gerwig —, pode ser definido em duas palavras: arte e irmandade. Realmente é disso que se trata este filme, de arte na sua plenitude e nas suas diversas formas (a representação, a música, a escrita e a pintura) e de laços inquebráveis …

Continue reading

Uma realidade crua – quase poética – é retratada em “Índice Médio de Felicidade” de David Machado, uma obra sobre luta numa sociedade em decadência económica, e um ensaio sobre a luta interior entre o desistir e o continuar. Com um Portugal escasso em emprego e uma sociedade completamente desprovida de esperança, vivemos a história …

Continue reading