OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

No outro dia, Gregório estava na sala que fora de Carla e, inspirado, sacou da sua pasta livros do romancista Jonathan Franzen: “As Correções“, “Tremor“, “Liberdade” e “Como Ficar Sozinho“. Perguntado se aquelas obras constavam da lista de livros obscuros do mês, o professor disse que não. Esclareceu que iria dar uma aula sobre a …

Continue reading

As pessoas me questionam muito acerca da atividade de filósofo. Ainda bem que aquele cliché do filósofo ser um cara descabelado, com óculos fundo de garrafão e meio alheio às coisas práticas da vida caiu em desuso. Para quem consegue enxergar para além dos clichés, é importante elencar o filósofo como um pensador sobre problemas …

Continue reading

Konigsberg é uma cidade prussiana-alemã na sua origem, que após a II Guerra Mundial passou a chamar-se Kaliningrado e ficou sob a tutela russa. Mas vamos voltar no tempo e nos remeter ao Estado da Prússia que viu nascer o seu filho mais ilustre: o filósofo Immanuel Kant (1724 – 1804). O marco divisor na …

Continue reading

Voltaire, filósofo francês (1694-1778), escreve, em “Cartas Inglesas” (título original “Lettres Anglaises“), considerações acerca da realidade de um presente histórico marcado por diferenças e verosimilhanças entre a sociedade parisiense e a inglesa do século XVIII.

Umberto Eco, estudioso do fenómeno literário e estético, autor consagrado, transformou-se de um momento para o outro numa figura de primeiro plano da Literatura Mundial. Na base deste êxito, um romance: “O Nome da Rosa“, que publica aos 48 anos. Este seu primeiro romance vendeu um milhão de exemplares em Itália. Em Portugal, a primeira …

Continue reading