OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Nota: A crítica foi construída com intenção de não conter spoilers da história de “The Last of Us Part II”. Contudo, pequenos elementos narrativos e de jogabilidade são explorados ao longo do texto. A crítica assume também que o leitor já jogou toda a história do primeiro jogo – “The Last of Us” (2013). I …

Continue reading

Durante a génese dos videojogos, onde se situam os famosos “Pong“, “Space Invaders” ou “Pac-Man“, estes raramente deixavam o seu utilizador esquecer-se que estava perante uma nova forma de entretenimento, distinta de qualquer outra até então. Era tal a importância atribuída à interatividade que apenas pensar em incluir cutscenes entre níveis como auxílio narrativo seria …

Continue reading

Não tivesse “Uncharted: The Lost Legacy” sido lançado como jogo independente e não mereceria mais do que uma nota de rodapé quando se falasse em “Uncharted 4“. O plano inicial seria o de lançar o quinto jogo da saga como um DLC (ao jeito do que a Naughty Dog fez com “Left Behind“, a extensão …

Continue reading

É comum na área dos videojogos o desenvolvimento de um jogo ser conturbado, cheio de desafios, mudanças de calendários e de funcionários forçados a fazer horas extras. Não é raro o caso em que o processo de criação do jogo tenha sido mais complexo que o jogo em si. Nesse campeonato de processos criativos agitados, …

Continue reading

Como se fosse o acontecimento mais trivial do mundo, “Uncharted 3: Drake’s Deception” chegou a toda a comunidade gamer no final de 2011 para a PlayStation 3, dois anos depois do mundialmente aclamado “Uncharted 2“. Tal como na primeira sequela, o ciclo de desenvolvimento durou um par de anos e o jogo foi lançado no …

Continue reading