OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Geralmente, numa cerimónia dos Óscares, o grande público aposta nos filmes favoritos, nos atores e muitas mulheres ficam de olho nos vestidos que as atrizes usarão para a festa de cerimónia, exceto a deste ano, virtual pelos motivos óbvios. Há aqueles que fazem apostas, estouram a pipoca e ficam à frente da TV a acompanhar …

Continue reading

Muitos dos realizadores da Europa de Leste utilizaram símbolos nos seus filmes para escapar a restrições políticas, tal como os seus antepassados, Lubitsch e Hitchcock, tiveram de contrapor-se a restrições de carácter sexual. Outros cineastas dos anos 50 seguiram D.W. Griffith, Von Stroheim, Ozu, Ford, Welles e Kurosawa, recorrendo à metáfora, não necessariamente devido a …

Continue reading

O Cinema é visto como uma transformação das ideias em imagens visuais. Mas não se resume a essa transposição. Ele próprio convida o espectador a fechar os olhos para assistir a um filme. É um apelo à visão interior, é uma viagem própria, identitária do Eu, que capta a realidade e lhe dá significância. Para …

Continue reading