OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Asilo pequeno num bairro distante da cidade. Casa com quatro cômodos apenas; por mais que as voluntárias se esforçassem para manter certo ar de dignidade, o lugar cheirava a merda. Campanhas feitas pela associação de bairro, pelos paroquianos e por todos aqueles que sentiam pena, numa espécie de caridade cristã (mas desde que não fosse …

Continue reading

Nota: Escrito por Bernardo Freire, esta história está dividida em duas partes. Uma obra inédita vinda directamente do arquivo do nosso amigo e colaborador. Capítulo I Mais do Mesmo O jantar estava servido e havia poucos eventos que entusiasmavam Raquel como uma refeição de bacalhau com natas. O cheiro reconfortante e a previsão do gosto …

Continue reading

Podem encontrar o terceiro capítulo aqui! Capítulo IV Tudo passava borrado pela janela da carruagem. Cíntia, com seus olhos bem atentos, se acalmava observando a paisagem. Primeiro, surgiram as grandes pradarias costeiras de Asteoidea, com seus dentes de leão iniciando a sua florescência. Logo em seguida mudou-se para as vastas plantações da região do Mato …

Continue reading

Podem encontrar o segundo capítulo aqui! Capítulo III Não conseguia admirar nem mesmo a beleza daquela noite. Dando passos leves na grama fria e húmida, tentava aliviar sua alma ao assistir a lua crescente se despedindo da noite, desaparecendo atrás das Montanhas Noviças. O sol logo iria nascer. O céu já começara a se pintar …

Continue reading

Se não leram o capítulo anterior, podem encontrá-lo aqui! Jurema acordou Brigitte. Não fazia sentido retornar ao antigo nome, até pela questão dos documentos. E, ademais, já criara esse status de relevância social e foi assim que se dirigiu ao maior jornal da cidade, na tentativa de encontrar um famoso colunista social. Levou duas horas …

Continue reading