OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Sempre que vou às estreias de Woody Allen no cinema, percebo que o público se ri em momentos variados, não necessariamente nos momentos certos definidos pelo género de humor barato, pejorativamente chamado de “pastelão”. Com ironia fina e frases cortantes, em passagens que não se entregam fáceis, é sempre um gosto assistir aos seus dramas, …

Continue reading

Desculpem a minha ignorância, mas só soube do nome e trabalho de Marie Curie (1867-1934) quando estive, em novembro de 2017, no Panteão Nacional da França. Digamos que o meu conhecimento acerca das ciências físicas e químicas é baixíssimo, mas admirei a personalidade pelo facto de ter sido a primeira mulher cientista a ganhar um …

Continue reading

Confesso que passei a graduação de Filosofia implicando com as ideias de Martin Heidegger (1889-1976). O erro estava comigo, observo isso 20 anos após. O meu preconceito deu-se devido à sua adesão ao Partido Nazista, em 1933, mas analisando em retrospetiva, não posso culpá-lo pelas atrocidades da política genocida de Adolf Hitler (1889-1945). Coincidência, ambos …

Continue reading

Antes de mais nada, quero agradecer aos leitores do Barrete pela enorme repercussão advinda do meu artigo sobre o livro “Minha Luta“, de Adolf Hitler. Não é indiferença minha, apenas não tenho tempo para responder a todos os meus leitores, mas quero ressaltar a correção feita por um que me corrigiu um erro de informação. …

Continue reading

Ao início podemos achar que vamos ver um documentário que retrospetiva a história do estilo de música punk em Inglaterra, mas é um pouco mais abrangente que isso. Graças a essa vertente mais híbrida, “White Riot”, realizado por Rubika Shah, é um documento com mais peso político do que propriamente musical. Com muito arquivo da …

Continue reading