OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Era inverno quando chegamos à fronteira seca, que separa Ponta Porã de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Uma cerração vaporosa tomou conta da avenida como se nuvens se aproximassem do solo frio. A neblina desceu sobre a serra embaçando a nossa vista. As formas tornaram-se vagas, obscuras, embora lâmpadas amarelas estivessem acesas. Por ali um …

Continue reading

“Terra Sonâmbula” (1992) surge como um romance de profunda incompreensão para com a realidade, daí a sua vertente auto-reflexiva, que sugere que o verdadeiro trabalho parte de cada um, para porventura se tornar colectivo. Estamos em guerra e o mundo está um caos; para espalhar a sua realidade, Mia Couto, a partir de uma narrativa …

Continue reading

António Emílio Leite Couto (Mia Couto) nasceu a 5 de Julho de 1955 em Moçambique. Filho de emigrantes portugueses, optou por adoptar o nome próprio “Mia” por gostar imensamente de gatos – o que não deixa de ser uma curiosidade bastante querida. A verdade é que desde cedo começou a demonstrar aptidão e paixão pela …

Continue reading