OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Até ao lançamento de “God of War” em 2018, ‘mudança’ nunca tinha sido uma palavra que se pudesse propriamente associar a Kratos ou à série “God of War”. Até então os seis jogos lançados apresentaram-se todos mais ou menos da mesma forma. Em termos de jogabilidade, todos estes foram muito focados no combate (usando maioritariamente as Laminas do Caos), embora estivesse sempre presente o elemento da exploração. A forma linear com que foram estruturados estes jogos permitiu um grande controlo do ritmo e a garantia de que os jogadores iriam passar por experiências similares.

Ler mais

— Pode voltar pra dentro… Hoje ocê num tem que ir pra escola, não…

Achei esquisito meu pai falar isso. Ele vivia me dando bronca quando eu não queria ir pra escola, até ameaçava me bater. Agora falava pra eu não ir.

Reparei que alguns fregueses estavam com cara de espanto, de susto, até de medo.

— Vai ter guerra! – falou o ZéCarapina.

Parei e fiquei tentando entender o que acontecia. Tõezinho, meu irmão, percebeu minha curiosidade e falou:

— O Getúlio suicidou.

— O GetúlioPresidente? – perguntei. — Ou o GetúlioFeiticeiro?

— O presidente.

Ler mais

Neste quadragésimo-quinto podcast, Bernardo Freire, Diogo Passos e Tiago Ferreira voltam à conversa para discutir um dos nomeados não só a Melhor Filme Internacional, como também a Melhor Documentário, na última gala dos Óscares. “Collective” acabou por não vencer nenhuma das categorias, contudo, não deixa de ser um marco ter sido nomeado. A obra é uma produção romena, escrita e realizada por Alexander Nanau, sendo que Antoaneta Opris junta-se ao cineasta na criação do argumento.

Ler mais

Num ano atípico, uma cerimónia atípica. É como decorreu mais uma noite de Óscares, a 93.ª, na madrugada do dia 26 de abril, na Art Deco Union Station. Nesta entrega de prémios as particularidades foram muitas, desde logo os convidados surgiram mais espaçados e em menor número para evitar a concentração de pessoas. Além disso, em contexto de pandemia de covid-19, todos os nomeados foram testados previamente e não usaram máscara.

Ler mais

Em 2020, o Fantasporto celebrou os seus 40 anos com uma grande festa. E escapou por um triz aos efeitos da pandemia que estava a começar em Portugal, como tal, este ano o festival adaptou-se, tendo mesmo descido a cidade até ao antigo Mercado Ferreira Borges, hoje o Hard Club. Assim sendo, a 41.ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto realiza-se de 26 de Abril a 4 de Maio. Realizado só numa sala e com lotação rigidamente limitada devido à aplicação integral de todas as regras de higiene COVID, não haverá repetição da exibição dos filmes, todos eles a concurso com exceção dos clássicos.

Ler mais