OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Nascida e criada em Mato Grosso do Sul, sempre ouvi comentários sobre o significado da palavra “fazenda”: vem de “fazer”, de “coisas que devem ser feitas”. E assim é a lida na fazenda: há que se arar a terra; preparar o solo com adubo para a lavoura; produzir leite e queijo; realizar reformas nas cercas e nos currais; criar gado; edificar casas; lançar os alicerces dos celeiros; operar tratores e máquinas; replantar o pasto; organizar as colheitas; perpetuar os frutos entre sóis, luas, chuvas e estiagens. O fazendeiro seria o dono, o criador, o gestor, uma espécie de pai. O que dá existência à própria vida da fazenda.

Ler mais

“Em nome de interesses pessoais, muitos abdicam do pensamento crítico, engolem abusos e sorriem para quem desprezam. Abdicar de pensar também é crime”


Hannah Arendt

A filósofa alemã Hannah Arendt (1906-1975) viveu tempos sombrios e a tragédia de se tornar uma apátrida, mas vislumbrou a possibilidade de um novo começo para a humanidade, enxergando com grande esperança o alargamento do mundo público. Afinal, habitamos um mundo vivo, numa rede com conexões, interrelações, teias, movimentos, fluxo de energia em constante mudança.

Ler mais

No Brasil, o género crónica sempre foi bastante popular. Coisa de jornal mesmo, mesmo que no dia seguinte o papel servisse para embrulhar o peixe. Analogamente, é aqui comparada à fruta laranja. Pode não ter o status de uma maçã ou de uma pêra, mas é nutritiva com a sua rica fonte de vitamina C. Particularmente, valorizo e aprecio bastante as laranjas.

Ler mais