OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Por vezes sentimos uma necessidade

De explorar muito além do horizonte.

Atravessar este nosso país,

De Valença até para além de Evoramonte.

Ou mesmo por outros países,

Conhecendo outras culturas.

Nem sempre tanto quanto queremos

Mas com ânsia de aventuras.

Sonhamos em ser como um pássaro,

Uma formosa andorinha

E fugir desta rotina,

Podendo voar livremente

Sem ter qualquer destino,

Ou preocupação que nos tolde a mente.

Alguns podem ir sozinhos,

Outros acompanhados.

À caça de algum sonho,

Ou mesmo de aventuras a todo o instante.

É importante aproveitar a vida,

Pois só temos esta.

Cada um à sua maneira

Experienciando cada pequeno momento,

Como se fosse uma festa.

Convém, no entanto, contrapor

Que quando a companhia é de valor,

O local não importa

Com o sorriso a imperar,

Às vezes sem sairmos da nossa porta

Outras em qualquer outro lugar.

Aventureiros uns,

Receosos outros,

Temos várias diferenças.

Mas, no final, o que verdadeiramente importa

São as nossas presenças.

Estarmos aqui uns para outros,

Independentemente das distâncias.

Cultivando as circunstâncias,

Por muitas ou poucas

Para os outros ajudar, cultivando uma harmonia

Que a distância nunca há de separar.

Pedro Maia

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: