OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Ainda te lembras de ser feliz?

Cantar e dançar

Quando não conseguia controlar o meu olhar,

Sorrias tu,

Para a minha alma baralhar.

Uma manhã perdida,

Uma flor esquecida,

Uma carta aberta,

Uma tara desmedida,

Um passeio que tarda

No desconhecido que me aguarda.

Diogo Passos

Pintura de Pierre-Auguste Renoir, “Dança em Bougival” (1883)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: