OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

“A vida é uma passagem O mundo segue seu caminho Tudo vem, tudo passa A vida passa, o tempo passa Os dias, os meses e os anos As horas, os minutos e os segundos Tudo passa, tudo se vai

“A Rosa do Povo” surge como um romance de profunda incompreensão para com a realidade, daí a sua vertente auto-reflexiva, que sugere que o verdadeiro trabalho parte de cada um, para porventura se tornar colectivo. Estamos na 2.ª Guerra Mundial e o mundo está um caos; para espalhar a sua realidade, Carlos Drummond de Andrade, …

Continue reading