OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Podem ler o terceiro capítulo do livro “A Máquina da Verdade” aqui!

Deu a louca nas fotos

No outro dia, depois da aula, Sandrinha apareceu de repente na casa de Gabriel. Seu namorado, como era óbvio, estava às voltas com sua câmera nova.

— Estou começando a ficar com ciúmes dessa máquina, Biel — disse ela, dando-lhe um beijo no rosto.

— Ah, Sandrinha! Eu agora posso fazer as fotos que sempre quis fazer e não conseguia com a câmera antiga. E, por falar nisso…

O tom de voz do menino mudou de maneira brusca.

— O que foi, Biel?

— Nem te conto! Você nem vai acreditar! Ontem, depois que eu cheguei da sua casa, resolvi ir lá no Cristo tirar umas fotos. A lua tava cheia e o céu, limpinho. O cenário tava perfeito, mas tinha um homem muito estranho lá, me espiando. De uma hora pra outra ele começou a me perseguir, e se eu não tivesse levado minha bicicleta, não sei o que seria de mim.

— Nossa, Biel! Por que você foi pra lá sozinho, à noite? Todos os dias a gente vê na televisão notícias de pessoas desaparecidas. Já é muito arriscado para um adulto andar sem companhia, e você facilitando. Como é que era esse homem? Você viu quem era?

— Não, não vi e não faço a menor ideia de quem era. Não consegui ver o rosto, mas acho que era um homem de idade, porque vi que as mãos dele eram cheias de rugas.

— Você deu sorte, Biel. Já pensou se ele não estivesse sozinho?

— Eu achei que não ia ter quase ninguém lá por causa da festa na outra cidade.

— Nem todo mundo gosta de festa, né, Biel?

— O mais estranho você ainda não sabe, Sandrinha. Vem aqui ver uma coisa… Preciso te mostrar uma coisa na foto que tirei de você…

O garoto ligou o computador, clicou no mouse várias vezes e disse:

— Tá vendo essas manchas nas suas fotos? O que parecem ser?

A menina aproximou-se da tela, e depois de uma risada, brincou com Gabriel:

— Eu não te falei que eu era um anjinho?! Essas aí são minhas asas… he! he! he!

— Eu estou falando sério, Sandrinha!

— Ah, Biel! Deve ser por causa da luz, não é?

— Não é não! As outras fotos também estão assim. Agora, olha as outras…

Gabriel clicou mais algumas vezes e as fotos dos seus amigos apareceram na tela.

— Olha só a foto do Kelvin.

A menina aproximou-se ainda mais da tela para ter certeza do que estava vendo e soltou uma gargalhada.

— Qual é a graça, Sandrinha? — indagou Gabriel, sem entender a risada de sua namorada.

— Olha o tamanho da língua do Kelvin, Biel! É muito engraçada! Ele parece um cachorro com essa “linguona” pra fora.

— Eu já vi ele mostrando a língua, e ela não era desse tamanho. E essa aqui do Cadu?

As bochechas da garota ficaram vermelhas quando a foto apareceu na tela. O melhor amigo de Gabriel estava ajoelhado na frente de Sandra, que havia posado com o garoto a pedido dele mesmo. Parecia que Cadu estava se declarando para ela e tinha nos olhos um ar de apaixonado.

— Acho que o Cadu gosta de você — resmungou o pequeno fotógrafo, enciumado.

— Eu não me lembro dele fazendo essa pose — desconversou Sandrinha.

O casal ficou em silêncio por alguns instantes, mas tudo voltou ao normal quando a mãe de Gabriel apareceu com um delicioso lanche.

Wandson DeSilva

“A Máquina da Verdade” é um romance lançado em 2020, sendo o 1.º livro do escritor brasileiro Wandson DeSilva enquanto profissional da escrita. A história é repleta de aventura, suspense e mistério, tendo já conquistado inúmeros leitores. O livro foi lançado na cidade de Bela Horizonte e já atravessou o atlântico, tendo chegado a Portugal.

Se queres que OBarrete continue ao mais alto nível e evolua para algo ainda maior, é a tua vez de poder participar com o pouco que seja. Clica aqui e junta-te à família!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: