OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Este tempo em casa

Deu-me para reflectir,

Modificar as prioridades

E deixar novas ideias surgir.

Tenho andado a explorar,

Nos intervalos entre os filmes e livros

Um pouco as relíquias,

Que vou encontrando pelos arquivos.

Basta estar no meu quarto,

Sem precisar de ir ao baú

Para naturalmente encontrar,

Certas relíquias de outros tempos

Que me provocam um verdadeiro fervilhar.

De diferentes sentimentos e emoções

Em alturas de diferentes preocupações,

Onde nos focávamos em brincar

Ignorando outro tipo de obrigações.

Este excesso de tempo que temos

Pode às vezes ser aborrecido,

Mas são pequenas acções como estas

Que me mostram que, afinal,

Temos uma grande sorte

Por termos esta opção.

Quem dera a muito boa gente

Poder partilhar desta condição.

E, por isso, queria agradecer

Do fundo do meu coração,

Aos heróis deste país

Qualquer que seja a vossa área ou profissão.

Pelos vossos esforços hercúleos,

Nesta fase de verdadeira superação

Onde o futuro parece incerto,

Mas mantendo a união

Iremos todos juntos,

Ultrapassar esta situação!

Pedro Maia

2 thoughts on “Poema: “Recordações”

  1. Poesia reflexiva e atual nestes dias de COVID-19. Te sugiro ouvir a canção “Meu Reino”, do Biquíni Cavadão, onde ele cita categoricamente: “Minha casa é o meu reino”. Parabéns!

    1. Irei ter em conta esse conselho. A troca de conhecimento é sempre proveitosa!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: