OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

A cabeça mal aguenta

Parece uma panela de pressão

Perante esta situação que limita,

E nos tira capacidade de decisão.

Ficamos dormentes

Sem conseguir reflectir,

Não propriamente doentes

Porém, sem uma resolução atingir.

Se dormitar ou agir

Qual dos extremos seguir.

Os carros lá fora a manifestarem-se

E a apatia, por fim, a fugir.

Qual foco, qual telepatia

O gato que lá fora mia

Clamando por atenção,

Por entre o som de uma cotovia

À espera de uma reunião.

Com o seu dono

Que tanta felicidade lhe transmite,

Quando estão juntos ninguém os separa

Nesta amizade que só deles, emite.

E que, por sua vez,

Me leva também

A ter vontade de reagir.

Saindo deste casulo

Para finalmente, em mim, um sorriso fluir.

Pedro Maia

Pintura de Paul Signac, “The Pine Tree at Saint Tropez” (1909)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: