OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Certamente um homem à frente do seu tempo, Johann Sebastian Bach é sem dúvida o maior compositor antes de Wolfgang Amadeus Mozart e talvez o melhor de todos os tempos, com habilidade suprema e precisão matemática, a sua música não é apenas uma beleza geométrica, mas tem paixão e humildade irradiando a cada nota.

Enquanto em muitas das suas obras é possível ouvir-se claramente a influência dos seus contemporâneos, às vezes encontra-se dissonâncias estranhas e acordes incomuns que lembram um som muito mais moderno.

“Tocata e Fuga em Ré Menor”, escrita entre 1703 e 1707 em Arnstadt, é um dos melhores trabalhos para órgão solo de Bach. Como a maioria deles, é maciço, pesado, monumental e mortalmente sério, avassalador devido ao som dos órgãos e à densidade do som em si, leve e cativante em melodias e harmonias.

Também pode ser uma das composições de órgãos mais sombrias; não há muitos momentos otimistas aqui. Esta peça exibe uma estrutura simplificada típica do norte da Alemanha com uma abertura livre (Toccata), uma seção fugal (Fuga) e uma seção curta de encerramento (Coda).

Sendo uma peça notavelmente forte no impacto, isso é combatido por uma expressiva, pelo menos na tocata, surpreendentemente simples harmonia. O processo harmónico essencial e repetidamente tocado é o acorde diminuído da sétima e a sua dissolução; em alguns lugares. O frescor da invenção e a simplicidade atraente do design rapidamente fazem desta obra algo intemporal.

A Tocata tem uma atmosfera particularmente massiva e avassaladora, enquanto a Fuga é um pouco mais leve, mas compensa a atmosfera com as estruturas surpreendentemente cativantes. Em menos de nove minutos, é uma peça que absorve absolutamente o seu espectador.

Concluindo, Tocata e Fuga em Ré menor é uma das melhores obras de Bach e provavelmente a peça de órgão mais conhecida do mundo. Originalmente destinado a permitir que um instrumentista estivesse em contacto com o instrumento, esta composição transforma-se numa demonstração do talento do intérprete e permite apreciar as qualidades do orgão.

Comparável provavelmente apenas com os primeiros compassos da 5.ª Sinfonia de Ludwig van Beethoven, as oitavas iniciais agora associam-se reflexivamente à Tocata e destacam a “seriedade” e “dignidade sacral” na cultura popular. Esta peça é frequentemente citada no cinema e em muitas versões populares para jogos de computador.

João Filipe

⭐⭐⭐⭐

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: