O BARRETE

Porque A Arte Somos Nós

A Jinga Films é uma companhia à parte. Não só porque se especializou em filmes fantásticos mas também pelo seu trabalho pioneiro. Foi fundada por Julian Richards, que continua a ser a face do seu sucesso durante mais de 20 anos. A criação de uma companhia dedicada a um género cinematográfico apenas, teve como resultado imediato a expansão dos filmes fantásticos em todo o mundo, apenas porque foram comprados e promovidos intensamente. A popularidade do género teve também como consequência a aparição de numerosos festivais do fantástico por todo o mundo, facilitando assim as aquisições dos filmes que neles são exibidos.  Mais recentemente, as plataformas VOD também ajudaram ao aumento dos fãs do fantástico. Todos os países têm produção deste género de filmes, maior ou menor, mas falta-lhes sempre a divulgação. E fazê-lo com amor pelo género é o que a Jinga Films faz.

Depois da aparição desta companhia, outras foram surgindo, assumindo a especialização nos sub-géneros, sejam eles o horror mais duro, as gentis histórias de fadas ou a ficção científica futurística. Contudo, a Jinga sobrevive, sob a direcção de Julian Richards com Rosana Coutinho e Kevin Law. Sempre atentos, sempre ousando ir mais longe. Para o benefício dos espectadores do Fantasporto, a Jinga tem sido uma presença constante desde que foi fundada. E cá puderam ver, em Antestreia Mundial muitas vezes, os seus filmes, ou seja, antes de iniciarem a ronda pelos festivais. Mas o que é mais admirável nesta companhia é a coragem de comprar filmes em todo o mundo. Os espectadores do Fantasporto, pelo menos em relação a Portugal, são os privilegiados que se podem sentar para ver filmes fantásticos, por vezes muito polémicos, da Venezuela, Argentina ou Brasil.

Algumas das obras que irão estar presentes neste ciclo foram já abordadas aqui no site, com especial foco nos filmes de Julian Richards, mas haverão mais sessões e outros filmes merecedores da nossa atenção. Alguns deles são:

  • “A Serbian Film”, Srdjan Spasojevic (2010): Dia 01 de Março às 21:00 – Trailer
  • “The Night Of The Virgin”, Roberto San Sebastián (2016): Dia 06 de Março às 21:00 – Trailer
  • “Silent Cry”, Julian Richards (2002): Dia 29 de Fevereiro às 23:00 – Trailer
  • “Timer”, Jac Schaeffer (2009): Dia 05 de Março às 18:45 – Trailer
  • “Rabies”, Aharon Keshales, Novot Papushado (2010): Dia 07 de Março às 23:00 – Trailer
  • “The Lesson”, Ruth Platt (2015): Dia 03 de Março às 21:00 – Trailer

Para mais informações sobre a programação do festival, carrega AQUI.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: