OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Nos últimos anos, o tão apelidado de “Citizen Kane of bad movies” tornou-se uma espécie de fenómeno da cultura pop e, mais do que isso, uma experiência verdadeiramente peculiar. Recentemente, exibido pela primeira vez a nível nacional no Cinema Passos Manuel, no Porto, com a exclusiva presença de Greg Sestero, que interpreta Mark, “The Room” continua a ser um acontecimento mundial com salas de cinema cheias para ver o “pior filme de sempre”. Nas palavras do ator, escritor, produtor e realizador Tommy Wiseau: “The room is a special place. It’s not “A room” it’s THE room. It’s a place where there is no restriction. If we title it “a room” it can be any room but it’s THE room so it is a special place. We all have this place. It’s like our little corner that you are comfortable with“. Além disso, o filme é realmente único, vai de intermináveis cenas de sexo a intensos momentos dramáticos; também pelo diálogo inesquecível, o memorável Chris-R e assim por diante.

Além das suas qualidades cinematográficas, a música tem um papel importante neste filme. Composta por Malden Milicevic, a banda sonora é bastante diversificada: apresenta peças de piano, orquestra, e até músicas de R&B. O tema principal, The Room, é talvez a peça musical mais icónica do filme, especialmente pela sua melodia de piano e secção de madeiras, que ocorre logo no início do filme. No entanto, o restante da trilha é ou a melodia principal no piano ou música genérica para programas de TV. Quanto às faixas de R&B, I Will, You’re My Rose e Baby You and Me são músicas sensuais com letras “poéticas”, conhecidas por aparecerem nas cenas de sexo, e o principal motivo desta banda sonora ser tão especial.

Esta última é incrivelmente memorável e tocante, capaz de recriar a náusea e a emoção deste clássico de culto. Há 17 anos em exibição regular, principalmente nos Estados Unidos, o filme continua a maravilhar o público um pouco por todo o mundo. Apesar de hilariante, tedioso e repetitivo, o filme é uma experiência cinematográfica, assim como a trilha consegue ser uma jornada musical.

João Filipe

Rating: 0.5 out of 4.

IMDB

Rotten Tomatoes

One thought on ““The Room”: Até a música…

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: