OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Quero voar

-mas saem da lama

garras de chão

que me prendem os tornozelos.

Quero morrer

-mas descem das nuvens

braços de angústia

que me seguram pelos cabelos.

E assim suspenso

no clamor da tempestade

como um saco de problemas

-tapo os olhos com as lágrimas

para não ver as algemas…

(Mas qualquer balouçar ao vento me parece Liberdade.)

José Gomes Ferreira

Pintura de Gustave Courbet, “The Desperate Man (Self-Portrait)” (1844-1845)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: