OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Lançado em 1970, “Chunga’s Revenge” é o terceiro álbum a solo de Frank Zappa que parece ter como exemplo o seu antecessor, a obra-prima “Hot Rats”, pois é muito mais instrumental comparado com os primeiros álbuns dos The Mothers of Invention. Com uma capa bastante engraçada a mostrar Frank com um bocejo soporífico, os músicos que o acompanharam são os ex-The Turtles Flo & Eddie (Mark Volman e Howard Kaylan, respectivamente), o teclista George Duke, o multi-instrumentista Ian Underwood e o baterista Ainsley Dunbar. Além disso, há um pequeno texto no interior do álbum que se relaciona diretamente com algumas faixas do álbum.

Quanto à música, Transylvania Boogie é um ótimo exemplo da produção rock de Zappa. Inspirada pelos sons orientais, esta faixa mostra as habilidades de guitarra de jazz do artista. Um excelente começo, especialmente porque o próprio Frank é o único guitarrista, como acontece na maior parte do álbum. A faixa seguinte é Road Ladies, uma longa canção sobre a vida na estrada durante as tournées. Tem uma estrutura de blues um tanto típica, mas a letra é bem divertida. Twenty Small Cigars é uma música vinda das sessões de “Hot Rats”, pois possui um som de lounge jazz semelhante a Little Umbrellas, do já referido “Hot Rats”. Depois vem Tell Me You Love Me, uma música claramente hard rock cheia da loucura de Flo & Eddie. Quem não gosta das harmonias vocais de Kaylan e Volman e das qualidades de falsetto, pode deixar esta música de lado, mas é uma faixa clássica e os riffs imparáveis de Zappa são impressionantes. Além disso, durante a carreira de Frank, este tocou Tell Me You Love Me em várias encarnações com diferentes bandas.

A única coisa que se pode dizer sobre Would You Go All The Way?, uma breve e hilariante música, é que a sua letra fez com que o músico tivesse um pequeno problema com a justiça. E agora a peça central do álbum, Chunga’s Revenge: esta faixa instrumental é uma das melhores coisas que Frank já fez. O solo de saxofone de Ian Underwood é absolutamente louco pela forte presença do wah-wah, depois Zappa mostra a todos o porquê de ser um mestre da guitarra elétrica. Finalmente, Sharleena conclui o álbum com uma performance de R&B e arranjos instrumentais quentes, uma abordagem clássica das obras do próprio Frank Zappa.

Em conclusão, “Chunga’s Revenge” é um excelente álbum rock, com algumas tendências progressivas e de jazz. Pode não representar o melhor, mas é um ótimo exemplo dos estilos únicos de Frank Zappa e um trabalho de alguma importância na sua carreira. Sendo o primeiro álbum com Flo & Eddie na banda, o álbum não é realmente complexo. Em vez disso, é uma colecção de músicas diretas e agradáveis com grande variação. No entanto, Flo & Eddie parecem ser uma pedra no sapato para alguns fãs, especialmente para aqueles que são a favor de uma maior dificuldade musical. Certamente, os seus talentos vocais às vezes podem ser um pouco irritantes, mas o humor, a ironia e a loucura da dupla, claramente se encaixam no álbum sem ser aborrecido.

João Filipe

⭐⭐⭐⭐

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: