OBarrete

Porque A Arte Somos Nós

Um disco que só veio a ser lançado depois, em 1992, mas certamente um clássico da apresentação no Rock in Rio 1985, com Cazuza (vocal), Roberto Frejat (guitarra), Dé (baixo), Maurício Barros (teclados) e Guto Goffi (bateria), contando também com a participação especial de Zé Luís (saxofone). A setlist deste espetáculo dos Barão Vermelho foi:

1. Maior abandonado (Cazuza / Frejat)

2. Milagres (Cazuza / Denise Barroso / Frejat)

3. Sub-produto do rock (Geração do rock) (Cazuza / Frejat) – Participação especial: Zé Luís (sax)

4. Sem vergonha (Cazuza / Frejat) – Participação especial: Zé Luís (sax)

5. Narciso (Cazuza / Frejat) – Participação especial: Zé Luís (sax)

6. Todo o amor que houver nessa vida (Cazuza /Frejat)

7. Baby suporte (Pequinho / Ezequiel Neves /Cazuza / Maurício Barros)

8. Bete Balanço (Cazuza / Frejat)

9. Mal nenhum (Cazuza / Lobão)

10. Down em mim (Cazuza)

11. Por que a gente é assim? (Frejat / Cazuza /Ezequiel Neves)

12. Menina mimada (Cazuza / Maurício Barros)

13. Pro dia nascer feliz (Cazuza / Frejat)

14. Um dia na vida (Cazuza e Maurício Barros)

Um rock cru e direto, entremeado de melodias em ritmo de baladas e canções juvenis que embalaram a vida de muitos de nós à época. Como no trocadilho que abre o concerto, Maior Abandonado, oposto à condição social de muitos desfavorecidos. E o que dizer dos adolescentes rebeldes roqueiros que atazanavam a vida dos pais? Nada melhor que defini-los como Subprodutos do rock, esse ritmo demoníaco que atentava contra os bons costumes.

O conjunto apresenta-se de forma correta e passa o seu recado. Nas baladas, Cazuza poetiza em Todo amor que houver nessa vida, lamenta a vida em Mal Nenhum (onde faz uma sondagem ao público e pergunta se eles gostam do outro compositor, o polémico Lobão e lamenta a falta dele no festival) e Down em Mim.

Aliás, Cazuza que sairia depois do conjunto, teria muito que lamentar da vida. Assumiu uma brilhante carreira a solo e foi vítima de AIDS (SIDA), assumindo com integridade e coragem um calvário público, acabando por falecer em 1990. Frejat assumiu os vocais e o Barão seguiu uma sólida trajetória.

Mas retornando ao concerto… o grande público pareceu gostar bastante do espetáculo. Bete Balanço é uma canção que cola nos ouvidos e a veia blues apresenta-se em Por que a gente é assim?, um dos hinos que parecia predizer um novo período para o Brasil, aos poucos saindo de uma ditadura e vislumbrando expectativas com o novo presidente da República, Tancredo Neves, com a sua eleição indireta pelo Congresso Nacional. Olhando em retrospetiva, as frustrações foram visíveis, mas, naquele momento, Cazuza e o público puxaram este hino que indica dias felizes.

Os Barão Vermelho ao vivo no Rock In Rio 1985

Pro dia nascer feliz

Todo dia a insónia

Me convence que o céu

Faz tudo ficar infinito

E que a solidão

É pretensão de quem fica

Escondido fazendo fita

Todo dia tem a hora

Da sessão coruja

Só entende quem namora

Agora vão ‘bora

Estamos bem por um triz

Pro dia nascer feliz

Pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir, dormir

Pra o dia nascer feliz

Ah, essa é a vida que eu quis

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir

Todo dia é dia

E tudo em nome do amor

Ah, essa é a vida que eu quis

Procurando vaga

Uma hora aqui, a outra ali

No vai e vem dos teus quadris

Nadando contra a corrente

Só pra exercitar

Todo o músculo que sente

Me dê de presente o teu bis

Pro dia nascer feliz

É, pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir, dormir

Pro dia nascer feliz

É, pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir

Todo dia é dia

E tudo em nome do amor

Ah, essa é a vida que eu quis

Procurando vaga

Uma hora aqui, a outra ali

No vai e vem dos teus quadris

Nadando contra a corrente

Só pra exercitar

Capa do álbum “Ao Vivo”, dos Barão Vermelho (1992)

Todo o músculo que sente

Me dê de presente o teu bis

Pro dia nascer feliz

É, pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir, dormir

Pro dia nascer feliz

É, pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir

Todo dia é dia

E tudo em nome do amor

Essa é a vida que eu quis

Procurando vaga

Uma hora aqui, a outra ali

No vai e vem dos teus quadris

Nadando contra a corrente

Só pra exercitar

Todo o músculo que sente

Me dê de presente o teu bis

Pro dia nascer feliz

Pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir, dormir

Pro dia nascer feliz

Pro dia nascer feliz

O mundo inteiro acordar

E a gente dormir, é

Disponível no YouTube, a apresentação de 45 minutos e 13 segundos é empolgante, pois ainda observarão figurinos e um desempenho irrepreensível de Frejat com os seus bonitos solos. Registo mais que merecido este CD, com a química perfeita num concerto bastante importante para a história do rock Brasil.

Marcelo Pereira Rodrigues

Se queres que OBarrete continue ao mais alto nível e evolua para algo ainda maior, é a tua vez de poder participar com o pouco que seja. Clica aqui e junta-te à família!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: