O BARRETE

Porque A Arte Somos Nós

A arte vive e sobrevive de contextos, e resulta de uma tentativa lúcida e humilde de contar uma verdade, fugir à rotina, à realidade, ao mundo. Tanto quer fugir do mundo como o descrever, e numa altura como esta de caos, será que a arte (cinema, música, pintura, etc.) é a resposta? Claro que, neste …

Continue reading

Quando ouço este disco, sinto uma carga emocional preenchida com imagens e sons envolventes, muito difíceis de encontrar noutros registos. Esta rapaziada iniciou a sua carreira nos inícios da década de 1980, ficando conhecidos por diversos sucessos comerciais, tais como Talk Talk e It’s My Life, a tal ponto que a EMI lhes proporcionou a …

Continue reading

Se há coisa que a sétima arte permite, além de uma imensidão de opiniões e sensibilidades, é juntar tudo na sua manifestação. Nesse processo, há sempre quem reconheça nas películas determinados estilos, e isto nunca é consensual – não estaríamos nós a falar de uma das mais belas demonstrações artísticas. Eu enquanto cinéfilo e apreciador …

Continue reading

Hoje em dia, a meu ver, o cinema pode estar a entrar numa espiral perigosa. Se por um lado temos praticamente toda a “informação” ao nosso alcance, a verdade é que estamos a aceitar uma possível saturação e desaproveitamento da experiência como um todo. Eu explico: se podemos “ver o que quisermos onde quisermos”, também …

Continue reading

Para compreender artistas, é necessário não só perceber o passado, as dinâmicas, o que suscitou nele algo para crescer, ver o mundo de outra forma, capaz de suscitar contemplação e incitar reflexão. Os chamados “traumas da infância” são, inevitavelmente, essenciais para entender a unidade do artista, isto porque não se pode avaliar os motivos de …

Continue reading